Uma Visão Realista do Vampirismo

Inkubus King

Introdução

A retirada de força vital é a base daquilo que chamamos de Vampirismo. O Vampirismo, para muitos é visto como religião, filosofia ou apenas uma prática de ‘magia negra’, aqui será apresentado de várias maneiras. Não procuro usar nada de nenhuma ordem especifica, visto que, o estudo me levou ao Contato direto com os Ancestrais, e, portanto um conhecimento muito peculiar com os mesmos.

Influenciado diretamente pela filosofia Satânica de LaVey, por trabalhos do Óbito, Morbitvs Vividvs, Aleister Crowley, Michael W.Ford, eu procuro apresentar de uma forma prática, e realista a prática do Vampirismo. Não busco nem quero, promover lifestylers, sub-culturas e afins. Não somos filmes, não procuramos o ‘herói trágico’, muito menos o ‘sofredor, vitima de carência energética. ’

Isso é tolice, e numa palavra, desnecessário. Não busco, nem quero promover fantasias na mente alheia.

Esse trabalho visa apresentar o Vampirismo, e diversas práticas usadas por mim em meu estudo do mesmo. Numa perspectiva onde o Vampiro se torna uma identidade mental, embora, receio a banalização, e conseqüente ridicularizarão do mesmo assunto, vejo que ainda terá aqueles que utilizarão o que aqui está escrito e farão disto uma base para ir dentro deste Caminho.

Sobre certo Outro Método de Magia, Não Incluído na Instrução da O.T.O.

"Pode não ser de todo inapropriado aludir a um método de vampirismo, normalmente praticado.O vampiro seleciona a vítima, robusta e vigorosa, como deve ser e com a intenção Mágica de transferir toda aquela força para si exaure a caça através de uso apropriado do corpo, mais comumente a boca, sem que ele próprio entre de qualquer outro modo no assunto. Alguns pensam que isto é de natureza de magia negra.A exaustão deve ser completa, se o trabalho for executado com perícia, uns poucos minutos serão suficientes para produzir um estado que lembra, e que não está longe de ser, coma.Os experientes podem levar esta prática até o ponto da morte da vítima logo não meramente obtendo a força física, mas aprisionando e escravizando a alma. A alma então serve como um espírito familiar." - Aleister Crowley

A Existência

Sem fantasias, falando diretamente, o Vampiro é o alguém que abandona sua condição, suas crenças, deveres, obrigações como Ser Humano, e toma uma atitude predatória. Como um gato, é sutil, rápido, e independente. Um mago dedicado á transcender suas amarras á sociedade humana, e usá-las á seu favor.

Ele é o seu próprio Deus. E como todos os deuses antigos, alimentados pela força vital humana, ele também se alimenta da mesma. Isso fortalece sua saúde. Isso amplia seus poderes psíquicos. A Força Vital, o chi, ki, prana, essência vital, fluido vital, é o nosso vigor, vitalidade e em certo nível, nossa força física também. É a energia que faz a Magia.

A atitude de adquirir esta identidade necessita de reflexão, sobre tudo, absolutamente tudo que tem em nossa mente, que nos mantém passivos e contidos. É à hora de a Serpente, a hora de começar a se transformar. Preste atenção no seu andar, no seu falar, no seu modo de agir, em como você é por um todo. Recrie-se.

Pense, aja, sinta, como um predador. Como um Rei. Coloque-se no centro do Universo. Aja como tal. Não buscamos deuses externos, mas reavivar o Deus que habita em Ti. Olhe-se e venere-se. Venere seu corpo, sua face, seu sexo. Seja sagrado. Seja majestoso. Seja sutil. Acima de tudo, Seja predador.

Escolha o Agora para se fortalecer, o Agora para mudar sua atitude com o mundo em si. Está na hora de se entregar á um novo Eu, uma nova perspectiva do seu Ser e da Sua vida.

Um novo papel nesse teatro. Seja Deus.

O que na teoria é simples, na prática nos leva uma analise profunda de si próprio e um novo parâmetro de atitude com o Mundo. Chega de pessimismo, depressão, fraqueza. Isso só gasta sua força, além de não lhe ajudar em nada.

Vença. Seja vencedor. Estabeleça suas próprias metas e faça disso uma forma de viver. Para o Vampiro, o universo é um tabuleiro, e ele um jogador. E como todo jogo, exige o uso da Razão, lógica, ao invés da emoção. Como já disse um filósofo, “A vida é uma comédia para os que pensam e uma tragédia para os que sentem” (Horace Walpole), pense e acima de tudo aja. Como um leão. Como um jogador. Como um Vencedor.

Como disse Anton, o vampirismo é êxtase. E dentro desse caminho, somente os que se aceitarem a verdade da existência, a Lei do Forte, a fraqueza humana, a verdade da morte, o hedonismo como sua própria lei, terá a vitória.

A morte, do corpo astral pode ser evitada. Nossa consciência habita nele. Nosso real ser, está nesse corpo. Ele é constituído de força vital, e cabe o vampiro, imortalizar esse corpo, através da retirada de força vital de outros corpos.

No nível físico, alem de fortalecer o magnetismo pessoal, o encanto pessoal, ele fortalece o corpo físico e pode ser utilizado como um substituto do alimento físico, durante alguns períodos.

Em nível mental, ela clareia a mente, ajuda utilizar à lógica e a razão, fortalece as nossas faculdades mentais.

No nível astral, ela ajuda a ter consciência completa nos sonhos lúcidos e na projeção astral. Desenvolve nossa intuição, nossa sensibilidade, alem de poderes astrais latentes.

Ela também pode ser canalizada para adquirir algum objetivo.

Voltando ao foco desse texto, seja Vampiro. Calcule, use tudo e todos á sua volta para adquirir seu objetivo. Acima de tudo, suas armas são os olhos e a boca. Em primeiro lugar tenha como objetivo maior, o melhorar a sua vida. Prosperar materialmente. Essa mente simplória humana, costuma se focar em objetivos pequenos, quando esquece que o mundo é material.

O Mundo é material. O mundo é dinheiro. Ninguém é tolo de negar isso, mas poucos são corajosos para ir em busca disso.

A atitude humana de ‘deixar a vida me levar’, o leva a um fracasso constante, e necessidade constante. A vida é um jogo. Como Vampiro Trace suas metas, seus objetivos, veja aquilo que é útil e o que é inútil. Separe-os. Use tudo, qualquer artifício para obter o que deseja.

Seja inteligente o suficiente para que seus ganhos sejam seguros e concretos. Não seja tolo de se enfraquecer, ou buscar artifícios para ter algo, quando o risco é grande. Não existe crime perfeito, porém á sempre uma maneira de incriminar outro.

O Vampiro, em sua vida, vai alem da fantasia e busca o que realmente interessa na vida humana; prosperidade. Vitória. Só irão perder aqueles que temem vencer, aqueles que temem ir adiante, aqueles que temem.

Olhe pro tabuleiro da tua vida agora. Veja-se como um monarca. Agora visualize seus objetivos. Agora seja um verdadeiro predador, um verdadeiro caçador em busca deles.

Essa é a verdadeira existência de um Vampiro. A busca pelo melhor. A busca pelo maior.

 

Parte II